Топ-100
Back

★ João Ramalho - !artigos sem imagem porém com imagem no wikidata ..



João Ramalho
                                     

★ João Ramalho

João Ramalho foi um aventureiro e explorador português. Viveu boa parte de sua vida entre índios tupiniquins, após chegar ao Brasil em 1515. Foi, inclusive, chefe de uma aldeia, após se tornar amigo próximo do cacique Tibiriçá, importante líder indígena tupiniquim na época dos primeiros anos da colonização portuguesa no Brasil.

Teve um papel importante na aproximação pacífica entre índios e portugueses, principalmente na chegada de Martim Afonso de Sousa no Brasil, com quem se encontrou no território de São Vicente, e criou grande amizade.

Vivia no povoado de Santo André da Borda do Campo, que em 1553 foi transformado em uma vila pelo governador-geral do país na época, Tomé de Sousa. Ramalho foi vereador e alcaide prefeito da vila.

Fundou a dinastia de mamelucos filhos de índios com portugueses que, no século XVII, teve lugar de destaque na empreitada comercial-militar conhecida como bandeiras. João Ramalho é chamado, inclusive, de Patriarca dos Bandeirantes.

É descrito nos registros históricos como um homem de cor morena devido ao sol, com grande porte atlético. Possuía uma longa barba. Algumas fontes indicam seu nome original como João Maldonado.

                                     

1. Biografia

João Ramalho teve um passado cercado de mistérios. Era filho de João Velho Maldonado e Catarina Afonso de Balbode, e nasceu supostamente em Vouzela, no Distrito de Viseu, em Portugal, provavelmente na Quinta de Valgode, terra que pertenceu à família Malafaia. O local exato de seu nascimento também é atribuído a Barcelos. Se casou cedo com uma portuguesa, Catarina Fernandes das Vacas.

Sua chegada no Brasil não é documentada. São várias as hipóteses de como João Ramalho teria chegado no sudeste brasileiro. Uma delas é como um náufrago, possivelmente até da armada de Pedro Álvares Cabral, outra hipótese é que Ramalho teria sido exilado por algum crime cometido em Vouzela, e a terceira hipótese é que ele teria sido voluntário para colonizar o Brasil após sua descoberta, para conquistar as terras no local ainda desconhecido.Também não se sabe quando ele chegou, podendo ser em algum período entre 1508 e 1511 ou em 1515. Teria sido o primeiro português a habitar o Brasil meridional.

Outro dado que torna misteriosa sua chegada no Brasil, e inclusive seu ano de nascimento, é a existência de uma Carta de Cavaleiro datada de 1487 com seu nome, ou seja, seis anos antes do seu suposto nascimento, em 1493. Ela está no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa, e significaria que João Ramalho foi "cavaleiro, guarda-mor" do rei D. João II de Portugual.

De sua chegada no Brasil até 1532, não há muitas informações do que aconteceu com João Ramalho. Ele encontrou índios tupiniquins, ou piratiningas, com quem passou a viver, e ficou próximo do famoso cacique Tibiriçá "vigilante da terra", na língua tupi, um dos principais líderes dessa tribo no Planalto Paulista. Sua aldeia seria, segundo algumas fontes, na região onde hoje fica o Largo de São Bento.

Após sua aproximação, casou-se com uma das filhas do cacique, a Bartira Mbicy "flor de árvore", em tupi, que posteriormente seria batizada sob o nome cristão de Isabel Dias. Porém, como era de costume entre os índios da tribo, possuiu outras mulheres, inclusive algumas irmãs de Bartira.

Formou, assim, uma forte aliança de sangue com os índios tupiniquins, uma aliança que, nas tradições indígenas, é para toda a vida. Segundo algumas fontes, se tornou inclusive influente entre os índios da aldeia, podendo arregimentar 5 mil índios em um só dia.

                                     

2. Encontro com Martim Afonso de Sousa

Em 1532, João Ramalho se encontrou com Martim Afonso de Sousa na vila de São Vicente, também conhecida como Porto dos Escravos. Martim, que se tornaria posteriormente o primeiro donatário da Capitania de São Vicente, havia acabado de aportar na região, e estava desbravando as terras brasileiras a serviço da Coroa Portuguesa. Foi recebido por João Ramalho e por Antônio Rodrigues, de quem pouco se sabe, além de que fora casado com uma filha de Piquerobi um irmão do chefe Tibiriçá, o cacique de São Miguel de Ururaí, com quem teria tido muitos filhos.

Martim teria ouvido histórias de que haveria ouro e prata no alto da serra, então Ramalho decidiu guiá-lo por dentro dela por um caminho conhecido entre os índios, e hoje chamado a Trilha dos Tupiniquins.

Ramalho e Martim teriam ido em barcos a remo da Vila de São Vicente até a Piaçaguera de Baixo, local onde hoje fica Cubatão. Depois, teriam caminhado por terras alagadas até a Piaçaguera de Cima, de onde começaram a subida da Serra de Paranapiacaba em tupi, lugar de onde se vê o mar. Chegaram até a nascente do Rio Tamanduateí, de onde seguiram o curso da água e chegaram a um campo sem árvores, e posteriormente, a uma colina onde se localizava a Aldeia de Piratininga, local onde seria erguida a Vila de São Paulo.

O cacique Tibiriçá teria ajudado na missão de Ramalho com Martim Afonso. Teria, inclusive, se tornado um grande admirador do explorador português, e quando teve que escolher um nome cristão para ser batizado, escolheu Martim Afonso Tibiriçá.

Martim Afonso percebeu que João Ramalho era o principal líder das tribos tupiniquins na região do Planalto Paulista. Ramalho, inclusive, sequestrava e aprisionava índios de tribos rivais, para então serem vendidos aos portugueses como escravos. Além disso, foi a partir desse ponto que os colonizadores portugueses notaram que acima e após a serra haviam terras mais povoadas, ricas e férteis do que a faixa litorânea onde ficavam as ilhas de São Vicente e Santo Amaro.

                                     

3. Santo André da Borda do Campo

Santo André da Borda do Campo teria sido a primeira povoação brasileira fundada no planalto, provavelmente por volta de 1550. Teria sido fundada em uma empreitada de João Ramalho, a conselho do padre Leonardo Nunes. Em 1553, o local foi elevado a categoria de vila pelo primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Sousa. João Ramalho foi decretado Alcaíde-Mor do Campo espécie de prefeito do local quando a povoação foi elevada a vila, sendo também, posteriormente, decretado o Primeiro Capitão de Guerra de São Paulo. Foi declarado ainda o guarda-mor da região. Não se sabe exatamente a localização da vila. Historiadores acreditam que ficava em algum ponto onde hoje é São Bernardo do Campo, possivelmente nas bordas do campo de Piratininga e dos sertões da Serra de Paranapiacaba.

Na vila, os casebres eram feitos de taipa-de-mão e cobertos de sapé, eram simples choupanas, cercadas de pau-a-pique, e numa delas funcionava a Câmara Municipal, as mulheres eram mestiças, de fisionomias endurecidas pelos trabalhos incessantes.

Na época, João Ramalho já era um dos homens mais poderoso da região, tendo guerreado contra tribos inimigas e pacificado a província. Para isso, teria reunido cinco mil índios, enquanto o rei de Portugal só conseguira reunir dois mil homens.

Por ter fundado Santo André da Borda do Campo, teria sido apelidado de o "Patriarca do Campo", o local, inclusive, teria estado no início do que seria a cidade de São Paulo.

ano de 1553, Santo André da Borda do Campo viveu o ponto mais influente de sua vida. Foi então que surgiram os primeiros jesuítas: os padres Manuel da Nóbrega e Leonardo Nunes.

anos de 1557 e 1558, João Ramalho foi eleito vereador da câmara municipal de Santo André da Borda do Campo.



                                     

4. Relação difícil com padres

João Ramalho passou a ter uma conturbada relação com os padres. Eles o viam como um homem bruto que tinha várias mulheres, andava nu pela cidade e não respeitava os mandamentos cristãos. Mesmo assim, os padres jesuítas receberam o apoio tanto de João Ramalho quanto de Tibiriçá, sem os quais o projeto de expansão jesuítica na região teria sido mais complicado. Tibiriçá, inclusive, teria arregimentado os índios de sua aldeia para virem morar perto de Santo André da Borda do Campo, para que fossem doutrinados pelos jesuítas. Tibiriçá e João Ramalho foram também quem garantiram a segurança do local contra a investida de inimigos de outras tribos indígenas.

João Ramalho era excluído de participação carismática. Mesmo assim, em uma missa realizada na Capela de Santo André, na cidade de Santo André da Borda do Campo, João Ramalho teimou em participar, mesmo sem ter tal autorização, por isso, acabou expulso pelo padre Leonardo Nunes, ou Leonardo Sousa. O argumento utilizado pelo padre era que o português teria sido excomungado um tempo antes por viver em concubinato com mais de uma mulher. O padre teria ficado horrorizado com o que presenciava, como o cativeiro dos índios. Ele então seria quem teria tido excomungado João Ramalho.

Após João Ramalho ser expulso da missa, os filhos dele, que não eram poucos, resolveram tomar uma satisfação. Apareceram então na cidade armados de trabuco, uma espécie de espingarda de um só cano, curto de boca larga, estavam dispostos a matar o padre jesuíta. Estavam lá os filhos André, o mais velho, com Vitório, Antonio, Marcos e João. Em casa ficaram as filhas Joana, Margarida e Antônia.

Quando Bartira descobriu o que seus filhos estavam tramando, foi atrás deles, e os interceptou. Desarmou-os, e assim salvou a vida do padre Leonardo Nunes.

Irritado com a atitude do padre, Ramalho foi se queixar com o superior local dos jesuítas, o padre Manuel da Nóbrega. Ramalho denunciou para ele o comportamento impróprio de alguns sacerdotes, que também teriam pecado contra a castidade. Isso teria levado Nóbrega a tomar medidas contra seus companheiros.

Após esse primeiro contato, Manuel da Nóbrega e João Ramalho se tornaram mais próximos, ficando amigos. Nóbrega teria batizado então Bartira, que recebeu o nome cristão de Isabel Dias. Nóbrega teria ainda tentado de todo modo retirar a excomunhão de João Ramalho, para criar para ele uma situação de dignidade moral e social. Escreveu para companheiros jesuítas em Portugal, pedindo informações da primeira mulher de Ramalho. Caso ela já tivesse falecido, Nóbrega poderia normalizar a situação de Ramalho. Ofereceu, inclusive, pagamento em açúcar para que isso acontecesse.

Algumas fontes dizem que Ramalho acabou tendo o seu casamento católico com a índia Bartira Mbicy ou Isabel Dias, depois disso, outras, porém, dizem que é provável que Nóbrega tenha descoberto que a primeira mulher de João Ramalho, a Catarina Fernandes das Vacas, ainda estava viva, pois no testamento que João Ramalho fez em 1580, Bartira Mbicy ou Isabel Dias, era figurada como a sua criada, e não como sua mulher.

Foi nessa época também que o sogro de João Ramalho o cacique Tibiriçá foi batizado, passando a se chamar Martim Afonso Tibiriçá, em homenagem ao explorador que conhecera anteriormente. Além disso, a pedido de Nóbrega, João Ramalho mandou o seu filho mais velho, André, acompanhar o padre no interior do território, em uma expedição que tinha como objetivo buscar mais índios, para que esses fossem catequizados.

                                     

5. Fim de Santo André da Borda do Campo

Em 1560, a vila, que sofria ataques cada vez mais frequentes dos índios tamoios, estava em um estado de decadência, e não chegava a contar com mais de trinta moradores brancos. Os habitantes restantes, com medo de que a vila fosse completamente destruída e aproveitando que o terceiro governador geral do Brasil, Mem de Sá, estava em São Vicente, pediram a ele que os transferisse para a aldeia de São Paulo de Piratininga, que na época já progredia

Assim, no mesmo ano, Mem de Sá ordenou que todos os moradores restantes de Santo André da Borda do Campo, assim como sua Câmara Municipal e até mesmo seu pelourinho, símbolo da Coroa portuguesa, fossem transferidos para a aldeia de São Paulo de Piratininga. Assim, a aldeia que hoje é São Paulo acabou por absorver completamente a vila fundada por João Ramalho, nesse ponto São Paulo passou da categoria de aldeia para a de vila.

O próprio João Ramalho acabou concordando com a mudança, e foi contentado com a nomeação de capitão-mor de São Paulo. Além disso, já sendo vereador em Santo André da Borda do Campo, João Ramalho passou a ser vereador paulistano.

A mudança acabou agradando muito aos jesuítas, que viram o Colégio de Jesuítas que haviam fundado na vila São Paulo de Piratininga ficar mais protegido de ataques indígenas.

                                     

6. Cerco de Piratininga

Os índios da tribo dos tamoios, ou Tamóias,que atacavam constantemente a região, não se intimidaram com a união das duas vilas, e fizeram planos para um ataque. Aliaram-se aos indíos guaianenses, aos tupis e aos carijós, e atacaram a Vila de São Paulo, em 1562. Os indígenas teriam chegado em uma manhã, e estariam pintados, emplumados e com grande alarido gritaria, segundo relato do padre José de Anchieta.A coligação de índios teria mantido a vila sob cerco durante dois dias, chegando até a avançar dentro dela.

João Ramalho foi designado a capitão-mor da Praça ou de São Paulo uma espécie de protetor da região por decisão popular, e lhe teve atribuída a tarefa de comandar a resistência da vila. Ao lado de Tibiriçá, Ramalho e o povo de São Paulo conseguiram repelir os índios que cercaram a região.

Tibiricá, em 25 de dezembro do mesmo ano, começou a ficar muito doente. Era vítima de uma peste. A notícia que estava mal e prestes a falecer reuniu muitos índios e padres da vila. A tarde, Martim Afonso Tibiricá faleceu. Seu sepultamento aconteceu com pompa no Centro de São Paulo, onde foi enterrado e teve seu túmulo colocado na cripta da Igreja da Sé. No ato estiveram presentes João Ramalho e sua família, a sua mulher Bartira Mbicy, os seus muitos filhos e netos. O local de importância de seu enterro foi escolhido como reconhecimento à sua bravura nas batalhas em que protegeu a região.

Como gratidão ao serviço prestado na vila, João Ramalho teria sido novamente eleito vereador de São Paulo, em 1564. Porém, já velho por volta dos setenta anos, Ramalho recusou o posto, como consta da ata da Câmara Municipal de 15 de fevereiro de 1564.

Ramalho decidiu então abandonar o Planalto Paulista, e foi morar em uma cabana rústica no vale do Paraíba, onde se hospedou na casa de Luís Martins.

Já adoecido, João Ramalho chamou então, em 3 de maio de 1580, o tabelião Lourenço Vaz, e ditou para ele seu testamento. O documento ficou transcrito nas notas do tabelião na vila de São Paulo. Nele, estava narrada a vida de João Ramalho. Frei Gaspar da Madre de Deus alegou mais tarde que possuía uma cópia do documento original, mas poucas pessoas de fato tiveram acesso ou manusearam o testamento de Ramalho.

Faleceu então dois anos depois, em 1582, em local desconhecido.



                                     

7. Descendentes

João Ramalho teria deixado como descendentes a chamada dinastia de mamelucos, filhos de portugueses com indígenas, e teria recebido apelidos como o pai dos paulistas e o fundador da paulistanidade.

Entre os seus vários descendentes tem figuras conhecidas, como a cidadã nascida brasileira-alemã e depois rainha consorte Sílvia da Suécia casada com o rei Carl Gustav XVI da Suécia e ainda a famosa escritora brasileira Lygia Fagundes Telles.

Alguns dos seus filhos conhecidos são:

  • Beatriz Dias, que foi casada com Lopo Dias, natural de Portugal.
  • Antônio de Macedo, casado.
  • Francisco Ramalho Tamarutaca, que teria sido casado três vezes, sendo o primeiro e o terceiro casamento com Francisca e Justina, respectivamente, duas índias.
  • Joana Ramalho, casada com Jorge Ferreira, que foi, em 1556, locotenente do donatário da Capitania de Santo Amaro, Martim Afonso.
  • Vitorino Ramalho, casado e que teria sido assassinado pelos índios Tupiniquins, em algum lugar nas proximidades da Vila de São Paulo.

E ainda outros, de quem não se tem mais informações.

                                     

8. Memória

No final do século XIX e começo do XX, muitas pessoas começaram a pesquisar melhor sobre João Ramalho. Membros do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, criado em 1894, foram alguns dos principais pesquisadores da história do português. Alguns historiadores pesquisaram em Portugal para descobrir a sua origem, e concluíram que ele não tinha origem na nobreza. A descoberta foi feita a partir de análises caligráficas de suas assinaturas, quando notou-se que elas haviam sido escritas por várias pessoas, indicando a hipótese de que ele seria analfabeto.

Na época da comemoração do Quarto Centenário do Descobrimento do Brasil, em 1900, São Paulo buscava algum personagem que pudesse representar a força do Estado, sendo que Pedro Álvares Cabral não era uma das opções, por não ter tido um papel representativo em São Paulo. Para alguns intelectuais da época, João Ramalho poderia ser esse personagem, porém, relatos de jesuítas que espalhavam uma má fama de Ramalho prejudicavam essa imagem, o que motivou uma pesquisa mais aprofundada. Como resultado, em 1927, vereadores paulistanos homenagearam o casal Bartira e João Ramalho colocando seus nomes em duas ruas no bairro Perdizes na região oeste de São Paulo.

João Ramalho é lembrado também como o responsável por levar ao sertão do Brasil um pouco da cultura europeia, sempre carregando a bandeira de Portugal. Por isso é lembrado como o "Patriarca dos Bandeirantes". É lembrado ainda como um dos portugueses com maior influência na miscigenação entre indígenas e europeus, sendo que seus descendentes, os mamelucos, seguiram seus passos e foram bandeirantes no sertão brasileiro, conquistando terras. Sua importância no sertanejo brasileiro também foi significativo, pois ao chegar nos locais interioranos no Brasil, acabou por introduzir novos métodos de administração, novos costumes e novos usos, que resultaram em mudanças e adaptações da língua e das religiões locais.

                                     
  • veja João Ramalho João Ramalho é um município brasileiro do estado de São Paulo. O nome do município é uma homenagem ao bandeirante português João Ramalho
  • refletir mudanças posteriores ajuda com áudio Mais recursos audíveis João Ramalho e filho é uma pintura de José Wasth Rodrigues. A sua data de criação
  • Zé Ramalho nome artístico de José Ramalho Neto Brejo do Cruz, 3 de outubro de 1949 é um cantor, compositor e músico brasileiro. Em outubro de 2008
  • Júnior, cineasta brasileiro João Ramalho aventureiro português Muricy Ramalho treinador brasileiro de futebol Ramalho futebolista defendeu o São
  • de construção civil, e a mãe, Maria do Rosário Ramalho doméstica. Tem um irmão, João dos Santos Ramalho Eanes. Em 1942 entrou para o Liceu de Castelo
  • assumiu nenhum relacionamento sério para a mídia. Elba Ramalho tornou - se avó de Esmeralda Mezkta Ramalho Mattar em 16 de abril de 2020, filha de Luã, cantor
  • Dom João de Deus Ramalho chinês tradicional: 罗若望, chinês simplificado: 罗若望, pinyin: Luo Ruowang São Vicente da Beira, Castelo Branco, 8 de janeiro
  • Zé Ramalho Canta Bob Dylan - Tá Tudo Mudando é um álbum do cantor brasileiro Zé Ramalho lançado em 2008, possuindo versões de canções de Bob Dylan. A
  • Oliveira, Maria João L. Ortigão de - O essencial sobre Ramalho Ortigão, Lisboa, INCM, 1999. 2000 - Oliveira, Rodrigo Ortigão de - A Família Ramalho Ortigão
  • Referentes a João Ramalho Bartira e os filhos Romano Garcia Person Sheet. Izabel Dias Quatrocentão Genealogia Paulistana João Ramalho São Paulo 450
                                     
  • Joaquim Inácio Ramalho primeiro e único barão de Ramalho São Paulo, 6 de janeiro de 1809 - 15 de agosto de 1902 foi um jurista, professor e político
  • Agostinha Ramalho Andrade e Joaquim dos Santos Coimbra. Concluiu o curso de Direito pela Fundação Educacional Nordeste Mineiro FENORD Em 1996, Ramalho foi
  • Chorão Ramalho Rádio e Televisão de Portugal Arquivo A.A.V.V Raul Chorão Ramalho arquiteto. Almada: Casa da Cerca, 1997. Raul Chorão Ramalho AICA
  • Outras obras dessa sequência são: Retrato de D. João III, Retrato de Martim Afonso de Souza e João Ramalho e filho. O quadro faz parte de uma geração de
  • Millene Ramalho é uma atriz brasileira, natural de Campina Grande. Formada pela CAL, licenciada em Dança pela Faculdade Angel Vianna e pós - graduada
  • Zé Ramalho Canta Jackson do Pandeiro é um álbum - tributo lançado pelo cantor e violonista brasileiro Zé Ramalho em 2010. O disco é uma homenagem ao compositor
  • Sacramento, João Batista de Assis e José Luiz Ramalho o último dos quais deu origem à Orquestra Ramalho Após o falecimento do diretor José Luiz Ramalho 1840 - 1900
  • foi uma celebração Todas as canções escritas e compostas por Zé Ramalho Zé Ramalho - Viola e vocais em todas as faixas, arranjo de base em todas as
  • Cajuína Caetano Veloso - 3: 19 Ave de Prata part. especial: Zé Ramalho Zé Ramalho - 3: 57 Palavra de Mulher Chico Buarque - 3: 36 Nó Cego part. especial:
  • Viajantes é o décimo sétimo álbum do cantor brasileiro Zé Ramalho lançado em 2007. Zé Ramalho - Violão e vocais em todas as faixas, arranjos nas faixas


                                     
  • Classe Industrial. Era casado com Maria Teresa Arantes Pedroso Ramalho e pai de João Luís Ramalho da Costa Carvalho Talone. TVI24 Observador TVI24 TVI24 Cidadãos
  • Jaime da Silva Bastos Lisboa, Socorro e de sua mulher Maria Matilde Ramalho David Benavente, Benavente residentes no Bairro de Santa Cruz, em Benavente
  • Thales Bezerra de Albuquerque Ramalho João Pessoa, 7 de julho de 1923 - Recife, 15 de agosto de 2004 foi um político brasileiro. Bacharel em Direito
  • 14º álbum da cantora brasileira Elba Ramalho lançado em 1992. Caminhoneiro Solitário vinheta Mazzola São João na Estrada Moraes Moreira Flora Ednardo
  • desde quando fora erguida a capela sob o patrocínio do monsenhor João José Vieira Ramalho vinha o eclesiástico a ela, de sua Fazenda Pinheiros, a fim de
  • José Ramalho Burnett da Silva, mais conhecido como José Burnett São Luís, 24 de janeiro de 1924 é um político brasileiro. Ele foi deputado federal 1963 1995
  • São João Carioca é um álbum conjunto dos cantores brasileiros Elba Ramalho e Gilberto Gil, lançado em 2012 em CD e DVD. O álbum foi produzido a partir
  • abril de 1916 pelo governador do estado dr. João Baptista Accioly Júnior, Maceió, Tip. A Vapor da Casa Ramalho 1916 Mensagem dirigida ao Congresso Legislativo
  • é o quarto álbum da carreira da cantora, compositora brasileira Elba Ramalho Nesse álbum, Elba traz seu grande sucesso Bate Coração além das canções
  •  Nota: Se procura João Vaz, veja João Vaz organista João José Vaz Setúbal, 9 de março de 1859 - Lisboa, 15 de fevereiro de 1931 foi um pintor e professor

Users also searched:

Ramalho, Joo, Joo Ramalho, joão ramalho,

...

Encyclopedic dictionary

Translation

Bioenergetic Adventures in Mammalian ITQB.

Retrato de criança, menina, na qual podemos ver Maria João Goes Soares Ramalho, por volta dos 3 anos de idade. João Ramalho Cosme ica. João Ramalho Santos, Centro de Neurociências e Biologia Celular CNC. Equipa Novodent Clínica Dentária. Início O ISMAI Corpo Docente Agostinho João Ramalho de Almeida. Docente. Agostinho João Ramalho de Almeida.





Diretório mmi fichas de pescadores.

JOÃO RAMALHO DE SOUSA SANTOS. Categoria profissional, Professor Catedrático. Morada institucional, Departamento de Ciências da Vida Faculdade​. FCUP João Ramalho Sigarra. Moradia geminada de 250 m², Moradia geminada à venda na rua João Ramalho​, Perelhal, Barcelos, Perelhal. João Ramalho Santos CNC. Botão voltar voltar. nome. João Ramalho Braz. alcunha. data de nascimento. 21 04 1920. natural de. Lavos, Figueira da Foz. Estado Civil. Solteiro. residência. Tempo em João Ramalho SP. Previsão para 14 dias. FIGUEIREDO Cristovão José Moreira de. JOÃO RAMALHO, PATRIARCA DOS BANDEIRANTES E FILHO DE VOUZELA. Um grande Português no.


João Ramalho Carvalho ASPIC.

O nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência e os nossos serviços. Usamos cookies para personalizar conteúdo, fazer ofertas promocionais. Código Postal da Rua João Ramalho Porto. Irá ser realizada a prova pública de dissertação do aluno Maria João Ramalho Espada com o título Análise e dimensionamento de chapas perfiladas de aço. Boletim de Inscrição do Sócio Francisco João Ramalho Malta. Turismo em João Ramalho: Com 6 dicas, avaliações e comentários, o Tripadvisor é o centro de informações para turismo em João Ramalho.





Biografia Parlamento.

A Zome utiliza Cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recolher dados sobre tráfego, de modo a identificar potenciais melhorias na. João Ramalho Dias Estagiários, Equipa VdA Vieira de Almeida. João Ramalho Dias. Integra a VdA desde 2020. É Estagiário da área de Bancário & Financeiro. Habilitações académicas. Licenciatura em Direito pela. Agostinho João Ramalho de Almeida ISMAI. Conheça a equipa Novodent Clínica Dentária, situada no Pinhal Novo e liderada pelos Drs. Médicos Dentistas João Ramalho Eanes e Dra. Rita Bravo Teles. João Ramalho DN. João Ramalho OLX Portugal. Júlia Ramalho São João, com cabeça partida e colada Braga São José De São Lázaro E São João Do Souto 28 Mar.


Gisa – Documentos com referência a João Ramalho, Rua de Porto.

Se está à procura de um destino perfeito para a sua próxima escapadinha, João Ramalho é a escolha ideal. Quer esteja a planear ficar apenas uma noite ou. João Ramalho RE MAX Executivo RE MAX Remax pt. João Ramalho. Carlos Elson Cunha. Blogueiro, palestrante e pesquisador at Carlos Elson Lucas da Cunha. Seguir. 2 comentários 0 gostaram Estatísticas.


‪João Ramalho Santos‬ ‪Google Académico‬ Google Scholar.

João Ramalho Santos Жуан Рамальо Сантос. João Ramalho Santos WOOK. Veja o perfil de Joao RamalhoJoao Ramalho no LinkedIn, a maior comunidade profissional do mundo. A formação acadêmica de JoaoJoao está listada no. Hotéis em João Ramalho – reserve um hotel Cancelamento em. João Francisco Ribeiro Ramalho. João Ramalho. CD Estarreja. Clube Atual. Histórico. Época. Equipa. Competição. J. G. 2020 2021. CDE. Campeonato.





João Carlos Ramalho Vidal Universidade de Aveiro.

João Ramalho Santos. Center for Neuroscience and Cell Biology & Department of Life Sciences, University of Coimbra. Email confirmado em uc.pt Página. Maria João Ramalho Arquivo Municipal da Vidigueira Archeevo. Tempo em João Ramalho SP. Domingo Aguaceiros e trovoadas Aguaceiros e trovoadas 25° Precipitação 60% 0.7 mm Sensação de 26°. 2 Alertas.





João Ramalho Santos Livraria Almedina.

Refeições: João Ramalho, Estado de São Paulo: Veja 6 dicas e avaliações do Tripadvisor dos 13 restaurantes: João Ramalho e faça a busca por cozinha,. Turismo e viagem para João Ramalho 2021 Férias em João. As últimas notícias, opinião, fotos e vídeos de João Ramalho Santos Biólogo Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra. Moradia geminada à venda na rua João Ramalho, Perelhal. O mapa MICHELIN Parque João Ramalho: mapa da cidade, mapa de estradas e mapa turístico Parque João Ramalho, com os hotéis, as atracções turísticas e. João Ramalho Santos CNECV. João Ramalho Santos. Conselheiro designado por outras entidades. Designado pelo Fundação para a Ciência e Tecnologia. Professor Associado de Biologia.


Núcleo de Colecionismo Filatélico João Ramalho AGEVC.

A ideia partiu do padre João Ramalho, na paróquia de Fráguas, onde a cada ano se celebra o padroeiro Santo António, mas a proposta uniu a. Maria João Ramalho Garcia Correia Technical Assistant School of. Do Sócio Francisco João Ramalho Malta. Description level. Item. Reference code. PT ADEVR ASS STCMMMCSEVR B 001 0003 000152. Parque João Ramalho Arrendamentos de férias e casas Airbnb. Informações sobre Rua João Ramalho Porto, Código Postal de 4200 340 até 4200 343. Consulte o mapa e códigos postais neste local. Porto. João RamalhoSantos 0613 688D A30E CIÊNCIAVITAE. M.pt é um jornal online: Liga directo, jogos de Benfica, FC Porto e Sporting, notícias de Cristiano Ronaldo, José Mourinho e vídeos de futebol.





João Ramalho Zome.

João Carlos Ramalho Vidal. Serviços de Ação Social da UA. Categoria: Assistente Operacional. image. jvidal@ua.pt. Rodapé. segue nos. novo portal. Sensei João Ramalho NKE Núcleo de Karate da Ericeira. 3 Metabolismo e propriedades de células estaminais PI João Ramalho Santos​. 4 Contracetivos, disruptores endócrinos e infertilidade PI Renata Tavares.


João Ramalho Departamento de Ciências da Vida Universidade.

Veja o perfil de João Ramalho DiasJoão Ramalho Dias no LinkedIn, a maior comunidade profissional do mundo. João tem 2 vagas no perfil. Veja o perfil. João Ramalho OLX Portugal. João Ramalho. RE MAX Executivo. Agente Associado. Office. RE MAX Executivo​. Executivo Mediação Imobiliária, Lda AMI 14512. Avenida da Boavista, 607.


Tertúlia Ciência, modo de usar!, por João Ramalho Santos.

Tertúlia Ciência, modo de usar!, por João Ramalho Santos, Investigador Montemor o Velho. 21h30 Teatro Esther de Carvalho. Iniciativa realizada no âmbito. Mais Sobre: João Ramalho Correio da Manhã. Dados. Nome completo: João dos Santos Ramalho Cosme Partido: PS. Mandatos. Legislatura, Partido, Círculo, Detalhes. 3ª 1984 1984, PS, Évora, Atividade.





...
Free and no ads
no need to download or install

Pino - logical board game which is based on tactics and strategy. In general this is a remix of chess, checkers and corners. The game develops imagination, concentration, teaches how to solve tasks, plan their own actions and of course to think logically. It does not matter how much pieces you have, the main thing is how they are placement!

online intellectual game →